Buscar
  • Dra Sabrina L B Alcalde

ALERGIA OCULAR

Com a chegada da primavera, o número de casos de alergia ao pólen pode aumentar.

Isso porque a liberação de pólen pelas árvores, associada aos ácaros que se intensificam na mudança de estação, podem causar sensibilização alérgica e aumentar os sintomas para os que já sofrem com quadros alérgicos.



Os olhos, por ficarem expostos ao ambiente, são alvos fáceis para alergias. A alergia ocular atinge cerca de 15-20% da população mundial.

Os sintomas da alergia ocular são variados:

- olhos vermelhos,

- coceira nos olhos,

- edema palpebral,

- lacrimejamento,

- sensação de areia nos olhos,

- maior sensibilidade a luz.




Em alguns casos, pode haver piora da visão durante as crises. Complicações como a úlcera de córnea e infecções também podem ocorrer. Adultos e crianças podem apresentar alergia ocular.

Muitas vezes, a conjuntivite alérgica pode ser confundida com conjuntivite viral e/ ou bacteriana, mas diferente desses outros tipos de conjuntivite, ela não é contagiosa. Por isso, na presença desses sintomas, é imprescindível uma avaliação com o médico oftalmologista.

O mais importante é não esfregar e/ ou coçar os olhos nos períodos de crise. Esse hábito pode estimular as alergias e ainda facilita o surgimento e desenvolvimento do ceratocone, uma doença que pode ser grave e levar até mesmo a um transplante de córnea.

Dicas para evitar a alergia ocular

1. Medidas gerais : evitar objetos que acumulem poeira como pelúcias, tapetes e cortinas; dar preferência para limpeza com pano úmido e/ ou aspirador de pó; manter ambiente arejado, ventilado e com exposição ao Sol;

2. Evitar ambientes com pó, fumaça ou odor muito forte;

3. Fazer limpeza do ar condicionado regularmente;

4. Manter os animais de estimação limpos e tosados;

5. Evitar de coçar os olhos;

6. Evitar auto medicação sem acompanhamento médico;


0 visualização

(11) 32624470

(11) 95607-3783

©2019 by Eyefocus Oftalmologia. Proudly created with Wix.com