(11) 32624470

(11) 95607-3783

©2019 by Eyefocus Oftalmologia. Proudly created with Wix.com

Buscar
  • Dra Alyne G Borges Corrêa

Olho Seco, como prevenir e melhorar os sintomas

Milhões de pessoas no mundo apresentam sintomas leves de olho seco, como olhos vermelhos e ardor ocular, quando expostas a fatores ambientais adversos (ar condicionado, sob uso de lentes de contato, poluição, ao assistir TV, durante o uso do computador, etc. ).

Estudos demonstraram que a prevalência de olho seco na população em geral está entre 1,3% e 53,9%, sendo mais frequente entre as mulheres idosas e asiáticas.


Diversos fatores contribuem para o aparecimento da doença do olho seco em maior ou menor grau.

A alteração hormonal que ocorre entre as mulheres na menopausa provoca uma instabilidade no filme lacrimal possibilitando o aparecimento dos sintomas do olho seco.


Alguns fatores ambientais têm sido relacionados ao aparecimento dos sinais e sintomas do olho seco.

Ambientes com pouca umidade, altas temperaturas e muita ventilação predispõem à doença, uma vez que levam ao ressecamento da superfície ocular. O ressecamento crônico da mucosa ocular leva à inflamação e alterações nas células e glândulas responsáveis pela produção de um filme lacrimal estável, o que faz com que a lágrima evapore mais rápido.


O uso intenso dos dispositivos eletrônicos também é um fator predisponente ao aparecimento da doença, pois provoca uma redução do número de piscadas e leva a piscadas incompletas, o que altera a dinâmica do filme lacrimal e leva ao aumento da evaporação da lágrima.


O uso de alguns medicamentos como: colírios para glaucoma, antidepressivos, ansiolíticos, antihistamínicos e isotretinoína , também são causadores de disfunção do filme lacrimal, uma vez que alteram a produção de componentes essenciais na formação do filme lacrimal, que acaba se tornando instável e evaporando mais rápido.


Poluentes como o Tabaco e gases tóxicos também provocam instabilidade no filme lacrimal, aumento de substâncias inflamatórias e diminuição das defesas da mucosa ocular.


A Síndrome de Sjögren é uma doença auto-imune que se caracteriza principalmente pela manifestação de secura ocular e na boca associadas à presença de auto-anticorpos ou sinais de inflamação glandular. Algumas células brancas (chamadas de linfócitos) invadem vários órgãos e glândulas, principalmente as glândulas lacrimais e salivares, produzindo um processo inflamatório que acaba por prejudicá-los, impedindo suas funções normais. A Síndrome de Sjögren Secundária ocorre quando os sintomas são acompanhados de uma outra doença auto-imune como a Artrite Reumatóide, o Lúpus Eritematoso Sistêmico ou Esclerodermia.


Os sintomas de olho seco podem variar de leves a graves, e o paciente pode apresentar desde um quadro de irritação ocular, com hiperemia, coceira, ardor e sensação de olho seco, até dificuldade para movimentar as pálpebras, formação de muco na lágrima e fotofobia.



No tratamento da doença do olho seco, é muito importante identificar os fatores de riscos para prevenir e reverter as alterações na superfície ocular que culminam na doença.

Melhorar a umidade do ambiente através do uso de umidificadores, evitar a exposição ao ar condicionado e ventiladores.

Alguns pacientes se beneficiam do uso de óculos de câmara úmida, de lentes de contato, ou até a implantação de plugs de pontos lacrimais.

Fazer uma investigação reumatológica para identificar possíveis doenças autoimunes nos casos suspeitos de Síndrome de Sjogren, e assim tratar a doença sistemicamente além do tratamento tópico.

Suspender o uso de medicações que possam levar ao quadro de olho seco ou substituir por medicações com menor efeito colateral.

Fazer intervalos regulares durante o uso de eletrônicos.

Uso de óculos de proteção para os pacientes que ficam expostos a poluentes e gases tóxicos ou a mudança para locais com menos poluição.

Deve ser realizado o tratamento com colírios lubrificantes, e em alguns casos com colírios de ação antiinflamatória também. O uso de suplementos vitamínicos com omega 3 e 6 têm se mostrado importantes aliados no tratamento da doença.

46 visualizações2 comentários