• Dra Alyne Gabrielly Borges Corrêa

Pingar colírio em criança pode ser um grande desafio. Confira essa dica!

Atualizado: Set 25

Pingar colírio não é uma coisa muito agradável pra ninguém, concorda?

Imagina para as crianças!




Mas você já parou para pensar o que mais incomoda na hora de pingar as gotinhas?


Aquela ansiedade de não saber exatamente que horas a gota vai cair, o susto quando ela finalmente cai e, para as crianças, ainda podemos acrescentar o medo da dor e do desconhecido.


Por aqui, usamos um método que ajuda bastante e, para a maioria das crianças, funciona muito bem:


  1. Deite a criança de forma confortável

  2. Peça pra fechar os olhos

  3. Conte até 3 e pingue uma gota no canto interno ( não se preocupe se cair mais de uma gota, no olho só cabe uma gota mesmo...)

  4. Peça pra piscar antes de se levantar. O colírio naturalmente vai entrar no olhinho, sem sustos.


Mas lembre-se: antes de começar, explique para a criança exatamente como tudo vai ocorrer, passo a passo, e explique o motivo das gotinhas. Por menor que seja a sua criança, ela merece uma explicação.


Ela vai te perguntar: “ vai doer?”


Diga a verdade: a maioria dos colírios utilizados em casa não ardem ou doem (pergunte antes ao seu oftalmologista), mas você pode dizer que as gotinhas mágicas ardem bem menos que uma gotinha de água da piscina.


Os colírios utilizados para dilatar as pupilas durante o exame oftalmológico, preciso dizer, ardem bastante!!!!

Mas por aqui temos mais um truque:

Sempre pingamos anestésico antes de pingar os colírios da dilatação. Infelizmente, essa tática só pode ser usada no consultório, ok?


Espero ter facilitado um pouquinho a sua vida na hora de pingar o colírio nos olhinhos da sua criança. Tudo por menos choro, não é mesmo?


Com carinho,


Dra Alyne Gabrielly Borges Corrêa

Oftalmopediatra - Estrabismo adulto e infantil

CRM 127809 - RQE 41326





64 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo