• Dra Alyne Gabrielly Borges Corrêa

Retinoblastoma, como suspeitar?

O retinoblastoma é o tipo mais comum de câncer no olho em crianças.


primeiro exame oftalmológico do bebê
A criança com problemas oftalmológicos pode não apresentar sintomas.

Trata-se de um tumor maligno da retina que está ligado a fatores genéticos em aproximadamente 40% dos casos. Pode acometer um ou os dois olhos, acometendo crianças pequenas (95% dos casos ocorre em crianças de até 5 anos de idade).


Alguns sinais e sintomas podem levar à suspeita de que algo está errado com os olhos do bebê.


Reflexo pupilar branco: é o sinal mais comum do retinoblastoma. Ao tirar uma foto com flash, aparece uma mancha branca no centro do olho.


bebê com reflexo branco no olho
O reflexo branco na pupila é o sinal mais comum do retinoblastoma.

Olho vermelho e dolorido


Nistagmo: os olhos se movimentam de forma involuntária e repetitiva.


Proptose: o olho se desloca anteriormente na cavidade orbitária.


Aumento do tamanho do olho

Menina estrábica desviando o olho esquerdo.
Estrabismo é um sinal de que algo não está bem com os olhos da criança.

Estrabismo


Sangramento na parte anterior do olho


Algumas crianças podem não apresentar qualquer sinal ou sintoma, principalmente quando o tumor está em sua fase inicial.


O cuidado com os olhos desde os primeiros dias de vida são fundamentais para o diagnóstico precoce e tratamento adequado, evitando perda visual e preservando, inclusive, a vida da criança.


Ao nascer, ainda na maternidade, é obrigatório o Teste do Olhinho em até 72 horas. Este teste é um screening para as doenças oftalmológicas capazes de provocar um "barreira" entre as imagens e a retina e que, dessa forma, provocam uma alteração no reflexo vermelho visto ao incidir a luz no olho do bebê. O retinoblastoma, assim como a catarata congênita, são doenças capazes de impedir que a luz chegue de forma adequada na retina, modificando o reflexo vermelho da mesma. No entanto, dependendo do tamanho do tumor, esse reflexo pode não ser alterado. O exame mais indicado para investigar o retinoblastoma é o exame de fundo de olho, preferencialmente com as pupilas dilatadas.


Mesmo quando o Teste do Olhinho realizado na maternidade é normal, ele deve ser repetido pelo pediatra durante as consultas ao menos 3 vezes por ano durante os 3 primeiros anos da criança.


O primeiro exame oftalmológico do bebê deve ocorrer entre 6 meses e 01 ano de vida.

Dra Alyne segurando um retinoscópio para fazer exame oftalmológico de uma criança
O primeiro exame oftalmológico do bebê deve acontecer entre 6 meses e 01 ano de vida.

Nesse primeiro exame, é muito importante dilatar as pupilas para examinar a retina e fazer a refração (ver se tem grau). Além disso, outros exames como: avaliação da motilidade ocular extrínseca, exame da córnea e do cristalino, devem fazer parte da rotina de consulta oftalmológica da criança.


O próximo exame oftalmológico a ser realizado, bem como a frequência do acompanhamento da saúde ocular da criança, irá depender se houve ou não alguma alteração no primeiro exame e se a criança possui algum antecedente de doenças oftalmológicas na família.




Com carinho,


Dra Alyne G. Borges Corrêa

Oftalmopediatra / Estrabismo adulto e infantil

CRM SP 127809 / RQE 41326
















14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo